Carrapatos
Get Adobe Flash player

Carrapatos

BIOLOGIA
Os carrapatos são parasitas externos (ectoparasitas) de animais domésticos, silvestres e do homem. Atualmente, são conhecidas cerca de 800 espécies de carrapatos em todo o mundo parasitando mamíferos, aves, répteis ou anfíbios. São considerados como de grande importância pelo papel que desempenham como vetores de microrganismos patogênicos incluindo bactérias, protozoários, rickétsias, vírus, etc; e pelos danos diretos ou indiretos causados em decorrência do seu parasitismo.
Os carrapatos estão classificados em duas famílias: Ixodidae e Argasidae. Os ixodideos, freqüentemente denominados "carrapatos duros", apresentam um escudo rígido, quitinoso, que cobre toda a face dorsal do macho adulto. Na larva, ninfa e fêmea adulta, estende-se apenas em uma pequena área, permitindo a dilatação do abdome após a alimentação. Todos os estágios fixam-se em seus hospedeiros por um tempo relativamente longo para alimentar-se. Neste grupo estão incluídos a maioria dos carrapatos de interesse médico-veterinário.
Os argasídeos, também conhecidos como "carrapatos moles", recebem esta denominação porque não possuem escudo. Nesta família estão os carrapatos de aves e os "carrapatos de cão".,
Tamanho: Variável
Coloração: Acinzentada
Reprodução: Sexuada
Alimentação: Sangue
ABRIGOS:
Nos animais, vegetação e frestas em paredes e muros.
PREVENÇÃO
Dependem do tipo da fase do carrapato e do local onde se encontram estes ectoparasitas. A higiene e o monitoramento dos locais onde os carrapatos podem ser encontrados é sempre importante.
Manter o gramado ou mato aparado próximo aos locais de criação dos animais e áreas de circulação do homem expõe os ínstares que estão presentes no ambiente a condições adversas levando estas fases à morte principalmente por desidratação, além de impedir que roedores que servem como hospedeiros intermediários escondam-se ali.
Em áreas infestadas por carrapatos, como gramado ou pastos, evitar sentar no solo e expor partes do corpo desprotegidas à vegetação. Ao entrar nestes locais, utilizar roupas claras que facilitam a visualização dos ectoparasitas.
DOENÇAS TRANSMITIDAS E PATÓGENOS VEICULADOS:
Bactérias
Protozoários
Vírus
Febre Maculosa
Doença de Lyme
MÉTODOS DE CONTROLE
No mercado existem muitos produtos de uso veterinário, de diferentes grupos químicos, para o combate destes ectoparasitas. A implementação de estratégias de controle dos carrapatos são inerentes a espécie e a região onde se encontram. Medidas de controle dependem de fatores biológicos e epidemiológicos e devem ser estabelecidas por profissional especializado.

                                    Carrapato estrela não é só transmissor de doenças

Veja este artigo:

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Butantan mostrou que após 42 dias, tumores de camundongos tiveram reversão completa devido ao tratamento feito com saliva do carrapato-estrela, conhecido científicamente como (Amblyomma cajennense). O tratamento já dura seis anos e os pesquisadores do Instituto Butantan, em São Paulo, estudam a fabricação de uma droga que possa ser usada nos tratamentos de câncer e no desenvolvimento de anticoagulantes.
Oficialmente se conhece apenas os efeitos nocivos do aracnídeo, como a febre maculosa (doença transmitida pela picada do carrapato-estrela). A pesquisa, que ainda não foi publicada, teve destaque no 22º Congresso Internacional da Sociedade de Trombose e Hemostasia, ocorrido em Boston (EUA).
De acordo com a coordenadora do estudo, Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, imaginava-se que a saliva do carrapato continha alguma substância que inibisse a coagulação, isso porque o hematófago necessita do sangue fluindo para alimentar-se. A partir dessa suspeita, foi analisada a sequência de genes da glândula salivar do carrapato.
O resultado foi que a proteína encontrada na saliva poderia ser produzida em laboratório. Um pedaço do DNA analisado foi inserido em bactérias Escherichia coli, as quais passaram a secretar a mesma proteína. Mais tarde, os testes nos camundongos que receberam a proteína tiveram seus tumores revertidos por completo.

Entre em contato conosco

Telefones:                            

(11)4016-2014 - 4016-2027 - 98497-1828


E-mails:

vendas@contatopestcontrol.com.br

geneci@contatopestcontrol.com.br

solange@contatopestcontrol.com.br

Endereço:

Av. Anita Garibaldi, 250-B Vila Nova Trieste

CEP: 13240-000 - Jarinu - SP