Nova Página
Get Adobe Flash player

Nova Página

Sauvas: Pertencem à classe insecta, ordem Hymenoptera Família Formicidae gêneros Acromyrmex spp. (Formiga Quenquém) e Atta spp. (Formiga Saúva); ABRIGOS: - Gramados; – Canteiros; – Calçadas; – Praças; - Jardins; ALIMENTAÇÃO: Escavando-se um formigueiro, encontra-se em suas câmaras subterrâneas uma massa esponjosa de cor branco-acinzentada, constituída pelo material vegetal que as formigas carregam para o interior de seus ninhos, cortado em minúsculos pedaços e por um fungo, que se desenvolve nutrido pelos vegetais picados. Alguns estudos minuciosos sobre os fungos cultivados pelas formigas cortadeiras, especialmente as do gênero Acromyrmex, relatam que tal fungo necessita de substrato de origem vegetal para o seu desenvolvimento, sendo a celulose a principal fonte de carbono para o meio. DOENÇAS TRANSMITIDAS E PATÓGENOS VEICULADOS: - Bactérias; - Vírus; - Infecções; DICAS: Algumas providências podem ser tomadas para proteger as plantas do ataque de formigas cortadeiras, como por exemplo, o uso de um cone invertido, de qualquer material resistente (borracha, plástico ou lata) preso ao tronco da planta. Passa-se graxa na, parte interna do cone impedindo assim a subida das formigas no vegetal. A crença de passar cal no tronco das árvores para impedir a subida de formigas e outros insetos é infundada, além de deixar o ambiente visualmente poluído.

Formigas lava pés: São polimórficas, possuem dois nós na cintura e as operárias variam de 3mm a 7mm. As antenas possuem 10 segmentos sendo os dois últimos maiores que os anteriores. A coloração varia do marrom avermelhado ao preto. Picam dolorosamente. ASPECTOS BIOLÓGICOS: Monogínica e reproduz-se basicamente por vôo nupcial. Gosta de todo tipo de alimento e prefere fazer seus ninhos em locais abertos e com muita incidência de sol. ONDE ENCONTRAR SEUS NINHOS: São comumente encontradas em calçadas, gramados e canteiros. Seu ninho consta de um murundu de terra solta que quando mexido observa-se um grande número de operárias e larvas.


Formigas faraó: as operárias variam de 1,5 a 2 mm de comprimento e são monomórficas. A cintura possui dois nós. A coloração varia do amarelo ao marrom claro. Possui dois nós na cintura. A antena possui 12 segmentos sendo os três últimos segmentos maiores que os anteriores. ASPECTOS BIOLÓGICOS: Originária das regiões tropicais do continente africano. Foi introduzida acidentalmente nos outros países pelo comércio e atualmente encontra-se largamente disseminada. As colônias podem ser bastante grandes e com várias rainhas. Alimenta-se de substâncias adocicadas mas é atraída por alimentos gordurosos. Os insetos também fazem parte de sua dieta. ONDE ENCONTRAR SEUS NINHOS: Pode ser encontrada tanto dentro quanto fora das construções. Não constroem ninhos com terra solta e habitam frestas de parede e calçadas, atrás de pias e tanques de lavar roupas, sob roda-pés e pisos. Seus ninhos podem ser encontrados dentro de aparelhos eletrônicos. São muito comuns em hospitais, principalmente nos países de clima temperado. Podem carregar várias espécies de bactérias em seus corpos. Ninhos desta espécie já foram encontrados dentro de lençóis dobrados recém esterilizados. Os hospitais brasileiros apenas ocasionalmente apresentam esta espécie.

A formiga fantasma possui 1,3 – 1,5mm de comprimento. Um nó na cintura. As operárias são do mesmo tamanho. Possuem antenas com 12 segmentos. As pernas, cabeça e mesossoma são escuros e as pernas e gáster são amarelos. ASPECTOS BIOLÓGICOS: É poligínica e reproduz-se basicamente por fragmentação, quando uma ou mais rainhas reprodutivas migram da colônia original juntamente com as crias e operárias para novos locais. As colônias são de tamanho médio a grande e podem estar subdivididas. Gosta de alimentos adocicados quando encontradas dentro de residências. Quando encontradas fora de casa alimentam-se de insetos e da substância açucarada produzida por insetos sugadores. ONDE ENCONTRAR SEUS NINHOS: São freqüentemente encontradas nas cozinhas e banheiros. Os armários com alimento são o primeiro lugar onde procurar esta espécie de formiga. Alimentos fechados podem conter as formigas. A formiga fantasma necessita de muita umidade para sobreviver, assim são muito observadas sob ou sobre pias de cozinhas e banheiros, tanques de lavar roupa, etc. Vasos de flores podem abrigar ninhos da formiga fantasma, assim como debaixo de pedras, pilhas de objetos e em contato com o solo úmido. É muito comum nos hospitais brasileiros, podendo carregar vários tipos de bactérias.

Entre em contato conosco

Telefones:                            

(11) - 4016-1799 / 4016-2014 / 4016-2027/   

98497-1828

E-mails:

vendas@contatopestcontrol.com.br

geneci@contatopestcontrol.com.br

solange@contatopestcontrol.com.br

Endereço:

Av. Anita Garibaldi, 250-B Vila Nova Trieste

CEP: 13240-000 - Jarinu - SP